14 de dez de 2020

Resíduo da indústria de cerveja

Qual a ligação da cerveja com a alimentação animal? 

Assim como o café, a cerveja, sem dúvidas, é uma bebida muito querida e consumida por muitos brasileiros. E o Brasil, como quase sempre está no podium dos maiores produtores, com a cerveja não foi diferente, ele ocupa a terceira posição no ranking de países produtores. Com uma produção tão grande, a consequência é uma grande quantidade de resíduos também.

 Conhecido como resíduo úmido de cervejaria (RUC) ele é um dos resíduos gerados durante a produção de cerveja, sendo resultante da fase inicial da produção. Devido aos altos níveis de produção ele é gerado praticamente o ano todo. Visando a redução dos impactos ambientais originados da indústria cervejeira, a utilização dos resíduos úmidos vem se mostrando uma boa alternativa na alimentação, além de possibilitar a redução dos preços da produção animal. Apesar de já existirem publicações científicas mostrando a eficiência de sua utilização na alimentação animal, ainda carece de estudos.

 O resíduo úmido de cervejaria possui um potencial na alimentação animal, pincipalmente para ruminantes (existem estudos com cordeiros e vacas leiteiras), pelos seus índices de proteínas e fibras, mas também pode ser utilizado na alimentação de aves.

 Além do resíduo úmido de cervejaria, que é gerado no início da produção, a indústria cervejeira gera outros subprodutos/coprodutos em diferentes etapas e com composições distintas, são eles:

• Bagaço de malte: composto pela casca do malte e resto de polpa. Ele também é composto de proteínas (aproximadamente 20%) e fibras (aproximadamente 70%);

• Trub: é obtido após a fervura e filtração no processo de fabricação. Também possui uma quantidade considerável de proteínas em sua composição (aproximadamente 50%), mas o destaque maior é para os compostos fenólicos, eles apresentam atividade antioxidante;

• Levedo: células de levedura utilizadas como aditivo para melhorar a digestibilidade.

 Como sempre, é indicado procurar um profissional para auxiliar na quantidade que deve ser oferecida para os animais, existe uma porcentagem na substituição do concentrado pelo resíduo úmido de cervejaria. Assim como qualquer outro subproduto/coproduto, essa consulta precisa ser feita com um profissional, zelando a saúde e bem-estar dos animais que vão consumir o alimento.

 Por se tratar de um subproduto/coproduto que ainda não foi muito explorado, pode existir o interesse de universidades de adquirirem esse resíduo para desenvolver mais estudos científicos, que podem beneficiar muitas pessoas.

 Na Agro2Business.com você também pode vender o seu produto agro de qualquer segmento! 

O que você achou deste conteúdo?

guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Artigos relacionados

subproduto-milho
Por Agro2Business
9 de jul de 2022
Nenhum comentário
farelo-soja
Por Agro2Business
2 de jun de 2022
Nenhum comentário
fontes-alternativas-nutricao
Por Agro2Business
27 de maio de 2022
Nenhum comentário
magnifiercrosschevron-down