17 de fev de 2022

Modelos de comercialização online ganham espaço no agronegócio

Vendas de produtos e serviços por meio de aplicativos estão crescendo nas áreas rurais.

Nos últimos anos, temos acompanhado a evolução tecnológica nas mais diversas áreas, principalmente a implementação de plataformas de e-commerce.

Especialmente durante a pandemia do Covid19, a tecnologia de vendas online desenvolveu-se ainda mais, e conectar clientes e fornecedores sem sair de casa tornou-se o objetivo de todos os tipos de negócios. Como resultado, varejo, produtos e serviços estão cada vez mais conectados e disponíveis.

No agronegócio não é diferente e a tecnologia está cada vez mais à sua porta. De fato, a pandemia estimulou uma mudança exponencial nos hábitos dos consumidores: a substituição das compras em lojas físicas por compras em ambiente virtual.

As ferramentas digitais para compra e venda de produtos e serviços, além do uso de aplicativos e ferramentas digitais, para facilitar o dia a dia na fazenda. Com a pandemia, esse crescimento é ainda maior e muitas empresas passaram a oferecer seus serviços online.

Apesar das dificuldades que muitos produtores rurais enfrentam para usar a internet ou mesmo não ter um ponto de acesso à rede, uma pesquisa da McKinsey constatou que os produtores brasileiros negociam mais  online do que na América do Norte.

Segundo a pesquisa, 36% dos agricultores brasileiros fazem negócios online, enquanto na América do Norte esse índice é de 24%. Muitas marcas contam com essa relação entre a empresa e o fabricante, bem como entre o produtor e o consumidor.

Tecnologia online para o agronegócio que vai desde sites que compram e vendem todo tipo de maquinário e insumos até aplicativos que permitem aos produtores controlar todas as etapas da lavoura e rastreabilidade A origem do produto está disponível para o consumidor, graças ao QR Code.

Também é importante levar em conta a evolução do perfil dos fabricantes brasileiros, que buscam cada vez mais informações e adotam novas tecnologias.

A revolução digital que atinge o agronegócio deve se intensificar nos próximos anos, superando os gargalos da segurança digital e melhorando a experiência do usuário com as plataformas. Com isso, as transações online podem ser vistas como um processo de modernização agrícola, com o objetivo de otimizar tempo e recursos para os imóveis rurais.

Também é importante levar em conta a evolução do perfil do fabricante brasileiro, cada vez mais ávido por se informar e se adequar às novas tecnologias.

A revolução digital que atinge o agronegócio deve se intensificar nos próximos anos, superando os gargalos da segurança digital e melhorando a experiência do usuário com as plataformas. Com isso, as transações online podem ser vistas como um processo de modernização agrícola, com o objetivo de otimizar tempo e recursos para os imóveis rurais.

Por Mayk Alves é fundador do Portal Vida no Campo e Agro20.

Neto de lavradores, sempre esteve envolvido com as atividades do campo e tem por missão disponibilizar informações sobre o mundo do agronegócio de maneira objetiva e dinâmica.

O que você achou deste conteúdo?

guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Artigos relacionados

subproduto-milho
Por Agro2Business
9 de jul de 2022
Nenhum comentário
farelo-soja
Por Agro2Business
2 de jun de 2022
Nenhum comentário
fontes-alternativas-nutricao
Por Agro2Business
27 de maio de 2022
Nenhum comentário
magnifiercrosschevron-down