13 de jan de 2021

Resíduos agropecuários se tornam oportunidade de ganhos econômicos e ambientais

Reaproveitar ou dar um destino sustentável aos resíduos é necessário e pode ser rentável para o produtor e as indústrias 

Por muitos anos o agronegócio foi visto como um vilão devido aos resíduos que gera. De fato, é um dos setores que mais gera resíduos, sendo a agricultura e a pecuária responsáveis por mais de 50 % dos resíduos, atualmente. Os materiais incluem desde dejetos e ossadas até embalagens de agroquímicos, fertilizantes e matéria orgânica.

Porém, este cenário vem mudando e, hoje, o que muitos chamam de lixo pode ser um subproduto que ganha destinação ambiental e economicamente favorável. As sobras de culturas ou resíduos de origem animal podem ser - direta ou indiretamente - aproveitadas na própria lavoura ou para as indústrias. 

Muitos restos culturais, inclusive, servem de alimento para animais, podendo ser fornecidos puros ou como matéria-prima para a fabricação de rações. No cultivo do arroz, por exemplo, praticamente a totalidade da casca do arroz é aproveitada para novos produtos que englobam desde cosméticos até polímeros plásticos.

Como outros exemplos, podemos destacar:

●     bagaço da cana

 É a fibra que sobra depois da extração do caldo para a produção de açúcar e etanol, por exemplo. Essa biomassa é utilizada nas usinas para a produção de energia. Avinhaça resultante pode ser reutilizada como adubo para o solo, no lugar de fertilizantes minerais como o cloreto de potássio. O bagaço ainda é tratado para servir de alimento para o gado bovino.

●     resíduos da pecuária bovina

Do boi se aproveita quase tudo. Além da carne, se aproveitam também o couro, utilizado na produção de artigos como sapatos, cintos, bolsas e até gelatina, que é utilizada pela indústria farmacêutica, alimentícia e fotográfica. 

Já os cascos e chifres podem originar pérolas artificiais e, se moídos, entram na formulação do pó de extintores. Outro resíduo bovino aproveitado é o sebo, utilizado pela indústria química e na indústria de pneus e cosméticos.

●     resíduos da avicultura

 Na indústria avícola o aproveitamento de resíduos também é possível. As penas cozidas de frango, por exemplo, podem se tornar farinha para peixes e pássaros, enquanto os ossos e pedaços de carne que sobram podem ser transformados em ração animal.


Logística reversa

A logística reversa ocorre quando um produto volta para o fabricante. É um processo que busca identificar e distinguir o que é resíduo (e pode ser reaproveitado ou reciclado) do que é rejeito (e deve ser descartado). 

Assim, o objetivo da chamada logística reversa é reciclar ao máximo os resíduos e dar uma destinação ambientalmente correta à eles.

Estão sujeitos a este procedimento os agroquímicos e suas embalagens, por exemplo, além de outros produtos cujas embalagens contenham resíduos perigosos ou que possam contaminar o meio ambiente, como óleos lubrificantes ou pesticidas. 

Relativamente recente na agricultura, a logística reversa de embalagens vazias de defensivos surgiu no ano 2000, regulamentada pela Lei federal nº 9.974.

Em 2010, veio a Lei federal nº 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), contemplando diversos segmentos da indústria. Dessa forma, devem ser devolvidos e destinados de maneira específica materiais como:

●     embalagens de agroquímicos; 

●     pilhas e baterias (pois contém elementos como chumbo e mercúrio, com compostos que podem contaminar o solo); 

●     óleos lubrificantes queimados; 

●     pneus (visando evitar a queima, que pode intoxicar pessoas e animais).

Assim, fica claro que com o elevado número de resíduos gerados pela indústria, pensar na forma mais eficiente de dar um destino ambientalmente correto ou de reaproveitar esses materiais é sempre uma boa pedida.


Por Mayk Alves é fundador do 
Portal Vida no Campo e Agro20.


Neto de lavradores, sempre esteve envolvido com as atividades do campo e tem por missão disponibilizar informações sobre o mundo do agronegócio de maneira objetiva e dinâmica.

O que você achou deste conteúdo?

guest
0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Artigos relacionados

subproduto-milho
Por Agro2Business
9 de jul de 2022
Nenhum comentário
farelo-soja
Por Agro2Business
2 de jun de 2022
Nenhum comentário
fontes-alternativas-nutricao
Por Agro2Business
27 de maio de 2022
Nenhum comentário
magnifiercrosschevron-down